Artur CarNAvalha Gumes - Afora a TropicanAlice Metaforas à Parte soy de Campos soy Canalha


23/06/2006


 

POESIA

Gastei uma hora pensando um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.

Carlos Drummond de Andrade

Escrito por artur gomes às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

quero dizer apenas

que não vale a pena

só te ver de longe

na fotografia

e pensar teu nome

para poesia

quero tocar teus poros

conhecer a pele

radiografar teus pêlos

ser teu dia a dia

 

artur gomes

http://arturgomes.zip.net

www.fulinaima.com.br

http://balckbilly.blogspot.com

 

Escrito por artur gomes às 12h21
[ ] [ envie esta mensagem ]

 

tecidos sobre a pele

 

terra: antes que alguém morra

escrevo prevendo a morte

arriscando a vida

antes que seja tarde

e que a língua da minha boca

não cubra mais tua ferida

 

entre/aberto em teus ofícios

é que meu peito de poeta

sangra ao corte das navalhas

minha veia mais aberta

é mais um rio que se espalha

 

amada de muitos sonhos e pouco sexo

deposito a minha boca no teu cio

e uma semente fértil nos teus seios como um rio

o que me dói é ter-te

devorada por estranhos olhos

e deter impulsos por fidelidade

 

artur gomes

in fulinaíma sax blues poesia

artur gomes – voz

luiz ribeiro – guitarra

dalton freire – sax

antre e ouça

http://arturgomes.zip.net

ouça aqui

www.fulinaima.com.br

http://www.soundclick.com/arturgomesfulinaima

http://www.soundclick.com/fulinaimaoutrasvozesoutrasfalas

 

 

 

Escrito por artur gomes às 09h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

20/06/2006


O RIO DA VIDA!

Ninguém pode construir em teu lugar as pontes
que precisarás passar, para atravessar o rio da vida.
- Ninguém, exceto tu, só tu.
Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes,
e semideuses que se oferecerão
para levar-te além do rio;
mas isso te custaria a tua própria pessoa;
tu te hipotecarias e te perderias.
Existe no mundo um único caminho
por onde só tu podes passar.
Onde leva?
Não perguntes, segue-o!

Nietzsche

Escrito por artur gomes às 13h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

Jura secreta 8

 

teu nome pode ser um elo

a ponte rio belo horizonte

porto alegre cais do porto

 

não fosse o gosto

que ainda tenho em minha boca

do vinho que bebi em tua boca

goiaba que roubei do teu pomar

 

não fosse  o nome elo e ponte

ao menos fruta

que ficou no paladar

 

artur carNAvalha gumes

http://arturgomes.zip.net

http://carnavalha.zip.net

http://babycadelinha.blogspot.com

 

 

Escrito por artur gomes às 13h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

 

O auto-retrato

No retrato que me faço
- traço a traço -
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore...

às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança...
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão...

e, desta lida, em que busco
- pouco a pouco -
minha eterna semelhança,
no final, que restará?

Um desenho de criança...
Corrigido por um louco!

Mario Quintana

Escrito por artur gomes às 13h27
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Histórico