Artur CarNAvalha Gumes - Afora a TropicanAlice Metaforas à Parte soy de Campos soy Canalha


27/01/2006


Curitiba Blues
p/ Hélio Leites, Kátia Horn, Marcelo Miguel,
Carlos Careqa e Engels Espírito
 
do alto da XV
este poema tem o cheiro
das polacas
porque toda palavra
é fêmea
e aprendi com leminski
que esta cidade é fria
mas quem sabe
nã se aqueça
com o fogo dos meus dias
aqui tem uma mulher
que me ama
e acendo com esta chama
as fogueiras da alegria
 
artur gomes
 

Escrito por artur gomes às 22h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 16h51
[ ] [ envie esta mensagem ]

 

poética

tudo quântico fosse mar
kalu seria iemanjá
oxumaré
oxum dedé

água de beber
alimento de comer
coisa santa
orixá.
coisa rara amaralina
essa coisa uma menina
essa menina fosse quântica
kalu seria carolina
me olhando da janela
eu aqui pensando nela
e ela ali em alto mar.


Artur Gomes
www.fulinaima.hpg.com.br
http://arturgomes.zip.net
http://carnavalha.zip.net

Escrito por artur gomes às 15h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

26/01/2006



Quintana sempre me dizia

"esses que aí estão
atravancando o meu caminho
eles passarão
e eu passarinho"

gosto do vinho verde
e branco
com gosto virgem da flor
cujos lábios
nunca pousaram pro retrato

eu poeta fausto
quero a uva
e o diabo a quatro

e quintana sempre me dizia:
"eu sou como sou passarinho
intransponível"

poeta é  assim mesmo
só deseja o imprevisível
impossível imaginário
e assim chega ao centenário
sendo assim ou seja como for

um beija-flor
um passarinho
quer construir seu ninho
nos lábios daquela aflor

artur gomes
http://artur.zip.net
http://carnavalha.zip.net

Escrito por artur gomes às 15h29
[ ] [ envie esta mensagem ]

 

Toda Nudez Não Será Castigada

 

roberta agora

só se for cainelli

bruna só se for polleto

 

vestido

pode ser a pele

que encobre

a nudez do esqueleto

 

o beijo agora

só se for ao vivo

e-mail só se for inteiro

 

fantasia

só se for de tanga

camila agora

 só se for pitanga

 

e carnaval

a gente transa

em fevereiro

 

Artur Gomes

http://sagaranagens.zip.net

Escrito por artur gomes às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ]

afiando a carNAvalha
para Eliakin Rufino

cocada agora
só se for de coco
passoca de amendoin

cigarro só se for de palha
cacique só se for da mata
linguagem só tupiniquim


bala só se for de prata
água só se aguardente
tônica só se for com gin

estado só se for de surto
eleição só se for sem furto
brilho só no camarim

golaço só se for de letra
ronaldo só se for gaúcho
malando só se mandarim

política só se for decente
partido só sem presidente
governo eu que mando em mim

batismo só se for de pia
congresso só de poesia
reinaldo só se for jardim

Artur Gomes
http://arturgomes.zip.net
http://sagaranagens.zip.net
artur carnavalha gumes
http://fulinaima.sites.uol.com.br/index.html

Escrito por artur gomes às 13h09
[ ] [ envie esta mensagem ]

24/01/2006


Thaís aqui Viannas por toda parte uns são donos de mercearias outros de lojas oficinas de motocicletas e eu continuo só poeta te querendo cada vez mais perto mesmo assim não me desconserto hoje na rua dos concertos amanheci de olhos bem abertos

 

Escrito por artur gomes às 13h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

23/01/2006


 

prosa InVerso

 

hoje conheci Nadyr argelino que está em Nice e sonha desde menino jogar futebol como Zidane ontem conheci a Nice que não é da França mas me trouxe a esperança porque se chama Júlia Lia Ana Juliana que um dia ainda vai comigo mergulhar no mar de Copacabana ela é de São Bernardo mas bem que poderia ser de Santo André ou  bem mais ainda poderia ser de Sampa e quem sabe fina stampa musa de São Caetano e até do João Gilberto mas um dia eu Lia que Nice ainda vai ser minha mulher minha menina e até uma rainha a iluminar meu universo

Escrito por artur gomes às 20h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 11h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

e só use o meu poema com a força de quem xinga

 

uma caneta pelo amor de deus

uma máquina de escrever

uma câmera um computador

nem que seja pós moderno

vamos fazer um filme

vamos criar um filho

vamos parir cidades

deixa eu amar a lídia

que a mediocridade

desta idade mídia

não coca cola mais

nem aqui nem no inferno

 

ouçam-me e devorem-me é de graça ao vivo o preço é diferente

 http://www.soundclick.com/bands/fulinaimaoutrasvozesoutrasfalas

http://www.soundclick.com/bands/arturgomesfulinaima

Artur Gomes

http://sagaranagens.zip.net

http://tropicanalice.zip.net

www.fulinaima.arte.blog.uol.com.br

 

Escrito por artur gomes às 10h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

Unplugged

 

quero botar no seu orkut

um negócio sem vergonha

um poema descarado

ta chegando fevereiro

e meu rio de janeiro

fica lindo e mascarado

 

quero botar no seu e-mail

um negócio por inteiro

não estou no alabama

e nem sou zeca baleiro

pra ficar cantando a mamma

que ainda tem medo do papa

meu negócio é ó com a mina

que me trampa quando trapa

meu negócio é só com a dama

que me canta ouvindo o rappa

Escrito por artur gomes às 10h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

noite and day

 

devasso essa menina com a sola dos sapatos não quero nenhum trato com  morte e vida ou severina quer provar do meu sabor me espere ali na outra esquina a noite vagabunda e minha amante não quer saber do diamante nem do ouro dos seus dias

 

Escrito por artur gomes às 10h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

PoemAvesso

 

Aqui

nesta casa de madeira

                     velha

por onde 20 dias

me serviu de teto

agora me transformo

              em arquiteto

porque toda palavra é feto

que precisa ser parida

porque senão aborta

e como nunca quis

           palavra morta

e não sou médico carniceiro

deixo nascer a palavra

na carne viva e em brasa

como pode escrever

                  um brasileiro

Escrito por artur gomes às 10h03
[ ] [ envie esta mensagem ]

woman vil

 

conheci uma mulher na internet

que não tem carne e não tem osso

nãao tem bunda nem pescoço

seu corpo um poema barroco

de rococós figuralistas

não quero essa mulher minimalista

nem fiado nem à vista

comigo o virtual é  mais em baixo

se é samba tem que ter enredo

se carNAvalha a fantasia

não vai ficar só entre os dedos

se quero música

ouço Paulinho da Viola

essa mulher não tá com nada

não sabe o que é samba de bleque

nunca cheirou as Rosas do Cartola


 

Escrito por artur gomes às 10h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

Yemanjá

 

amei guarapari ainda ontem e hoje  já morro de desejos só em pensar nos seios dela a mulher que vi no mar na praia das virtudes antes do sol amanhecer feriu fundo em minhas veias envenenou os meus instintos ancestrais canibalescos e como bom carnavalesco imaginei alegrorias e adereços vindos da tribo pau brasil que encontrei no espírito santo da bahia  do bonfim e  fui direto por meu canto bater cabeça pra oxalá mas o meu santo que é mineiro não vai esperar o ano inteiro pra que ela novamente faça amor dentro de mim

 

ouçam-me e devorem-me é de graça ao vivo o preço é diferente

 http://www.soundclick.com/bands/fulinaimaoutrasvozesoutrasfalas

http://www.soundclick.com/bands/arturgomesfulinaima

Artur Gomes

http://sagaranagens.zip.net

http://tropicanalice.zip.net

www.fulinaima.arte.blog.uol.com.br

 

 

Escrito por artur gomes às 09h53
[ ] [ envie esta mensagem ]

Curitiba Futebol Club

 

os gramados daqui são redondos como em qualquer outro lugar mas os craques não tocam a bola não fazem gol de letra ou de placa e a  taça do campeão é de lata criada pela mulata casada com o lanterneiro as ruas daqui são compridas e retas não cabem em minha estrada torta aos domingos as torcidas são semimortas nem parece que é um povo brasileiro mas quero esta cidade viva como um festival afro-latino que assisti em moçambique como se fosse um futebol eu nasci pra ver o sol meu desejo é animal meu prazer não tem limite mas aqui não encontrei nem um Edmundo ou um Roberto Dinamite

artur gomes

http://carnavalha.zip.net

Escrito por artur gomes às 09h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

curitiBundas

 

não dê pipoca aos turistas pode provocar ciúme nas cutias o cantor careqa sempre me dizia curitiba é uma cidade diferente pois tem o cu na frente mas acho que não é bem verdade como vi nos olhos dela ela é como uma outra qualquer novas e velhas vadiagens que as minhas sagaranagens sabem muito bem decifrar uma mulher e ser igual é legal lindo refrão do velho carlos na música para final de século mas nem tudo aqui realmente é igual boca do brilho por exemplo é uma engraxateria o que em outras cidades diria: tem um outro sifginificado

 

Escrito por artur gomes às 09h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

vamo cumê o naiman

 

meu canto agora entri dente

meu canto bala no pente

canto naiman e de repente

quero te cumê na paraíba

em juazeiro ou parnaíba

quero te cumê em luzilândia

quero te cumê em teresina

meu canto não desafina

te cumê como um maluco

em petrolina pernambuco

depois cumê no maranhão

diamantina são joão

te cumê na solidão

e te cantar passarinho

quero te cumê devagarinho

ou pode ser desarvorado

como aqui canto safado

quando atravesso a contra mão

 

ouçam-me e devorem-me é de graça ao vivo o preço é diferente

 http://www.soundclick.com/bands/fulinaimaoutrasvozesoutrasfalas

http://www.soundclick.com/bands/arturgomesfulinaima

Artur Gomes

http://sagaranagens.zip.net

http://tropicanalice.zip.net

www.fulinaima.arte.blog.uol.com.br

 

 

Escrito por artur gomes às 09h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

Tempo Tempo Tempo

 

ontem estava aqui

amanhã

não sei se stive

hoje estarei lá

o tempo

e um conjugação

de verbos

alguns eu não conjugo

nem com cachê

                 de pop star

Escrito por artur gomes às 09h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 09h20
[ ] [ envie esta mensagem ]

manhatan city e/ou mediocridade mídia

 

esta cidade cheira a bosta nas calçadas nas marquises e as meninas são felizes nas capas de revistas  as meninas dos jardins são expressões su-realistas as meninas dos jardins gostam de funk as meninas dos jardins rastam de rap as me ninas dos jardins só ferem punk as meninas dos jardins já mascam coca as meninas dos jardins só fumam clac as meninas dos jardins não são do rock as meninas dos jardins só festam ploc como sabem ou como queiram mas as meninas dos jardins não fedem nem cheiram

Escrito por artur gomes às 09h14
[ ] [ envie esta mensagem ]

SampleAndo Jazz

           para Edvaldo Santana

          e seu amor de periferia

          adonirando blues

 

ando

sampleAndo novamente

aqui no brás

aqui no broklin

aqui no bronx

pelos bares

da estação da luz

no engenho da rainha

como a nega dita

que sumiu por onde vim

a nega dita

que sumiu por onde vinha.

 

ouçam-me e devorem-me é de graça ao vivo o preço é diferente

 http://www.soundclick.com/bands/fulinaimaoutrasvozesoutrasfalas

http://www.soundclick.com/bands/arturgomesfulinaima

Artur Gomes

http://sagaranagens.zip.net

 


Escrito por artur gomes às 09h06
[ ] [ envie esta mensagem ]

Jogo de Búziios número 2

 

a mulher que disse que me ama tem medo de oxumaré yemanjá não gosta de oxossi não conhece  a mata atlântica e a poesia quando quântica lhe apavora a mulher que disse que me ama foi embora agora volta uma outra que disse que me amou e quer me amar mais uma vez mas tem medo do meu ogum e do meu xangô já se desfez porque quando ele diz que ama não é pura insensatez mas quando ama na verdade não ama uma só de cada vez

Escrito por artur gomes às 09h01
[ ] [ envie esta mensagem ]

minhas veias estão abertas para as relações e as descobertas corpo fechado só contra o quebranto o desencanto o mal olhado relacionamento?: - nem pensar em casamento serei sempre o namorado

Escrito por artur gomes às 08h55
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Histórico