Artur CarNAvalha Gumes - Afora a TropicanAlice Metaforas à Parte soy de Campos soy Canalha


01/12/2005


estado de surto

 

essa áfrica nos meus olhos

e navegar é minha sina

em toda febre todo fogo

que incendeia o continente

nos teus olhos de menina

eu sou um poeta

e nunca fui a china

mas vermelho é o meu sangue

desde que nasci

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://carnavalha.zip.net

http://zonabranca.blog.uol.com.br

http://tropicanalice.zip.net

http://fulinaima.sites.uol.com.br/index.html

 

 

Escrito por artur gomes às 11h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

30/11/2005


sagração da primavera

 

se sou teu vinho

me beba

se sou tua carne

me coma

para matar a tua sede

para aumentar a tua fama

me leva

pra tua rede

me leva

pra tua cama.

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://carnavalha.zip.net

www.geleia.geral.blog.uol.com.br

http://sagaranagens.zip.net

 

Escrito por artur gomes às 14h41
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 13h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

BraziLírica Pereira

 

neste país de fogo & palha

se falta lenha na fornalha

uma mordaz língua não falha

cospe grosso na panela

da imperial tropicanalha

 

não me metam nestes planos

verdes/amarelos

meus dentes vãos armados

nem foices nem martelos

meus dentes encarnados

alvos brancos belos

já estão desenganados

desta sopa de farelos.

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://carnavalha.zip.net

http://zonabranca.blog.uol.com.br

http://tropicanalice.zip.net

http://fulinaima.sites.uol.com.br/index.html

 

Escrito por artur gomes às 13h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

29/11/2005


afiando a carNAvalha

                            para Eliakin Rufino

 

cocada agora

só se for de coco

passoca de amendoin

 

cigarro só se for de palha

cacique só se for da mata

linguagem só tupiniquim

 

 

bala só se for de prata

água só se aguardente

tônica só se for com gin

 

estado só se for de surto

eleição só se for sem furto

brilho só no camarim

 

golaço só se for de letra

ronaldo só se for gaúcho

malando só se mandarim

 

política só se for decente

partido só sem presidente

governo eu que mando em mim

 

batismo só se for de pia

congresso só de poesia

reinaldo só se for jardim

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://sagaranagens.zip.net

artur carnavalha gumes

http://fulinaima.sites.uol.com.br/index.html

 

 

Escrito por artur gomes às 14h57
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 13h12
[ ] [ envie esta mensagem ]

Tropicália

 

Vendo

a lua leviana

no império das bananas

papagaios periquitos graviola

a fruta eu chupo morena

semente eu planto cigana

na selva pernambucana

nossa língua deita e rola.

 

 

Artur Gomes

 

http://arturgomes.zip.net

http://sagaranagens.zip.net

http://carnavalha.zip.net

www.fulinaima.fotoblog.uol.com.br

artur carnavalha gumes

http://fulinaima.sites.uol.com.br/index.html

 

 

Escrito por artur gomes às 13h04
[ ] [ envie esta mensagem ]

28/11/2005


Do Limbo

para artur gomes

a alucinada noite de Artaud, a última
iluminou-me
com seus ânus-sol
cintilante sangrento

apagados os neons
de meus olhos estrangeiros
saio à rua
à procura da perdida orelha
de van gogh, o enfermo
para enfiar-lhe
minha língua
sedenta
de peversos beijos: é apenas
o começo de minha inocência

****
a dança da palavra transa
trança e crava
sobre mim
seus dentes
do oriente
atenta pra saber
se é só(l) palavra s o l t a
sob o céu do som
de sua boca

 

Herbert Emanuel

 

Escrito por artur gomes às 14h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 14h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 14h02
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 13h59
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 11h55
[ ] [ envie esta mensagem ]

 LUNÁTICA

 

um gato noturno

atira pedras nas estrelas.

palavras e mais palavras

na carne da princesa.

 

onde o papel não bate

onde o pincel não toca.

 

o gato noturno lambe a barriga

bem perto da virilha

e trepa

          no muro mais próximo

tentando alcançar o outro lado da rua

em seu instante letal

de desespero e                     solidão.


Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://sagaranagens.zip.net

http://carnavalha.zip.net

artur carnavalha gumes

http://fulinaima.sites.uol.com.br/index.html

 

 

Escrito por artur gomes às 11h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por artur gomes às 11h53
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Histórico